A maneira mais facil de encontrar um lugar para morar


Há muitos anos atrás, em uma época que nem eu mesmo vivi, um filho só saía da casa dos pais se fosse para casar e morar com a esposa… Isso quando ele não casava e levava a esposa pra casa dos pais.

Outros tempos.

Vivemos em uma sociedade hoje onde o conceito de família já não é mais o mesmo. Estou usando esse “papo de sociólogo” para mostrar o quanto que as redes sociais e a web 2.0 mudaram a maneira das pessoas se relacionarem.

Usarei o exemplo de um amigo que veio de Minas para morar e trabalhar em São Paulo, e conseguiu um lugar para morar procurando em comunidades do Orkut.

Quem pretende morar sozinho, sabe que procurar um lugar para morar é um sofrimento sem fim.

Para ter um lugar onde morar geralmente se precisa de um fiador, se não tiver, precisa fazer o famigerado Seguro Fiança.

Para fazer o seguro fiança precisa comprovar renda,

Para comprovar renda precisa estar trabalhando.

E só terá um trabalho decente quem tiver um lugar pra morar.

Percebeu o quanto é complicado?

Uma maneira de facilitar a empreitada de quem muda para os grandes centros urbanos atrás de um emprego melhor, uma faculdade de melhor qualidade ou mesmo quer aprender a se virar sozinho e adquirir maior responsabilidade, é uma rede social feita para quem quer morar sozinho promovido pelo site easyquarto, que funciona de uma maneira muito simples: de um lado os “preciso de quarto” do outro os “alugo quarto”. Tudo muito prático como tudo na web deve ser.

Para anunciar uma vaga é totalmente grátis, somente em três cidades do Brasil há assinatura paga, no restante do país é 100% gratuito. No entanto mesmo nas cidades com assinatura paga é possível anunciar vagas gratuitamente, a assinatura é somente necessária caso você tenha interesse em ver os dados de contato de outro usuário que também não tenham assinatura.

É realmente impressionante a quantidade de pessoas que disponibilizam vagas em praticamente todas as regiões do país e o número de pessoas satisfeitas com o serviço e que encontraram um lugar para morar.

De uma maneira agradável e fácil de usar (todo mundo que já usou o Orkut navega no site tranquilamente), os anúncios são bem detalhados e os perfis incluem até mesmo fotos do morador. O site conta com a colaboração de toda uma rede de pessoas, o que o torna ideal para jovens e adultos que estão querendo dar este primeiro passo rumo aos objetivos que podem mudar a sua vida.

Ao contrario de tempos a trás a internet está ai para facilitar o contato e convívio das pessoas, felizmente para os que moram, moraram ou irão morar sozinhos as redes sociais tem desempenhado um papel muito relevante, ajudando cada vez mais as pessoas que decidem dar este passo tão decisivo na vida.

P.S.: Se eu tivesse conhecido este site antes talvez não houvesse necessidade de escrever este post sobre “Recrutamento para dividir problemas”.

Este post está participando do Concurso Profissão Blogueiro, que vai premiar três blogueiros com netbook e kit completo para quem quer ter um blog de sucesso. Acesse: www.ideiasnoar/profissaoblogueiro.

Morando só com 6 pessoas


Repúblicas

Republica de estudantes (portal G1)

Você passou no vestibular, porém a universidade é distante de casa. Começa agora uma nova etapa da sua vida: além de iniciar o ensino superior, terá que aprender a morar sozinho.

Distante de casa, a convivência em república pode ser a melhor solução. Afinal, você poderá contar com o apoio de pessoas amigas sempre que precisar, dificilmente se sentirá só e, melhor, poderá dividir as várias despesas que a nova fase envolve!

Maturidade financeira

Viver em república não significa somente aprender a dividir tarefas e ter responsabilidades. Ao optar por sair de casa, as pessoas devem ter consciência de que estão dando um passo importante na sua educação financeira.

Veja abaixo em quais aspectos você pode economizar ao morar em república e optar por dividir as despesas com os colegas.

Hora da refeição

Imagine ter que almoçar e jantar fora todos os dias. Por mais barata que seja a refeição, ela acaba por não ser saudável muitas vezes.

Por isso, na hora de morar em república, pode-se eleger alguém responsável por cozinhar, contanto que o restante arque com outros serviços!

Pense numa média de R$ 16 diários com alimentação. Isso resulta em uma despesa de R$ 480 em 30 dias. Com essa quantia, é possível ir ao supermercado e comprar quase duas cestas básicas!

Despesas mais “pesadas”

Morar sozinho é sinônimo de mais liberdade e segurança. Entretanto, dividir o valor do aluguel e do condomínio é bem interessante, já que essas são as duas contas que têm maior peso nas despesas.

Estes valores devem ser repartidos e pagos por todos os moradores, já que são fixos e facilitam na hora do “balanço” do final do mês. É importante também definir as datas para pagamento e cumpri-las.

Há também a possibilidade de negociação destes valores. Antes de ir morar em algum prédio ou casa, pergunte o valor do aluguel para os vizinhos. Isso lhe ajudará a verificar se está pagando caro demais.

Telefone: quem paga a conta?

As tarifas de telefone costumam ser caras, mas as dos aparelhos celulares superam. Por isso, prefira fazer as contas na ponta do lápis junto com os outros moradores de república, a pagar mais com o celular.

As contas devem ser analisadas e cada pessoa deve dizer quais ligações fez. Mesmo que alguma confusão aconteça, o valor pago ainda pode ser inferior ao que seria gasto no celular.

Além das ligações, a linha telefônica deve ser paga, mas este valor é fixo e pode ser dividido entre os moradores da república. Já no caso da internet, a utilização de provedores é cobrada nas contas de telefone e somente as pessoas que usam a rede devem dividi-la. ( porém isso nunca funciona então a melhor saída mesmo é celular pré-pago)

Mais contas…

Os móveis são de utilização de todos. Melhor do que dividir o valor de todos eles, é que cada pessoa arque com a compra de um deles, desde que os preços sejam parecidos. Isso facilita na hora em que alguém sair da república.

Mesmo com os cálculos feitos para o mês, algumas outras despesas podem surgir. Uma lâmpada quebrada, a máquina de lavar com problemas ou a necessidade de mais copos. Com mais pessoas para ajudar no pagamento, essas novas despesas não se transformam em um pesadelo no final do mês.

Acabo aqui as dicas financeiras para esse ano, espero que você saiba como e onde vai gastar o seu 13º salário, ou melhor, a segunda parcela dele né!? Com isso espero também ter ajudado durante os meus 6 últimos Post’s sobre finanças para quem mora só, você ter tomado alguma decisão importante quanto ao seu futuro e com a economia que vai fazer não esqueça de me convidar pra cervejada! mesmo que seja na República! Abraços.

Veja mais em portal G1 da rede Globo

@jorgecavalcante @sozinhocomigo

FONTE: http://www.financaspraticas.com.br

http://revista.vericia.com/tag/morar-sozinho/

E se eu fosse morar sozinho?


Essa pergunta já deve ter passado pela cabeça de muita gente. Em vários momentos da vida surge essa dúvida.

Onde eu vou morar? do que eu vou viver? como vou me virar? são perguntas típicas e sem respostas concretas, pois, cada caso é um caso.

A ideia deste blog surgiu da experiência de seus autores, para servir como um guia às pessoas que moram sozinha, virão a morar ou já moraram.

Antes de tudo é baseado em experiências de vida, em fatos, em ideias, em momentos.

sozinho01

Entre.

Fique a vontade.

A casa é sua.