Desperdício, o grande vilão!


Quando se fala em desperdício, logo vem à mente aquela imagem de um prato de comida sendo jogado fora ou aqueles alimentos guardados que perdem a validade no armário.

No entanto, além desse tipo de desperdício que deve sim ser combatido, existem outros que, muitas vezes, a gente nem percebe. Sabe aquela revista que você assinou há uns cinco anos e que hoje chega e permanece fechada por um bom tempo? Pois é, ela representa um gasto que deve ser avaliado. Na época de renovação da assinatura, tente um acordo com a editora por um preço melhor ou cancele a publicação até que suas finanças estejam resolvidas.

E aquela mensalidade do clube que você freqüenta “de vez em nunca”? Claro que você é sócio desde criança e fica imaginando, um dia, levar seus filhos para curtirem a piscina no fim de semana. Mesmo tendo consciência de que este futuro lhe parece bem distante, você prefere manter o gasto, talvez por hábito ou por tradição.

Por essas e outras, a mensalidade é debitada todo mês da sua conta e você nem percebe. Que tal vender o título? Além de receber uma “graninha” com a venda, ainda vai economizar, mês a mês, com as mensalidades, que eram pagas à toa.

Endividamento

Imagine a cena: você está doida atrás de uma blusinha nova para ir ao aniversário da melhor amiga no sábado. Na chegada ao shopping, a compra passa a incluir brinco, bolsa, cinto e sapato para compor o traje.

Mania feminina? Nem sempre! Atire a primeira pedra aquele que nunca se empolgou na superprodução para sair com a namorada e acabou gastando muito mais do que devia!

Pois outra forma de evitar o desperdício e o endividamento é justamente controlando as compras por impulso. Sabe aquela esteira elétrica que você tanto queria e prometeu utilizá-la todas as noites depois da faculdade? Pois é… Hoje ela está lá, no meio do quarto, servindo de cabide. Mas as prestações que você fez, em dez vezes, continuam caindo, pontualmente, no dia 20 de cada mês.

Tentativas

Você já está cansado de saber que é necessário se planejar financeiramente para garantir uma reserva de emergência e chegar ao fim do mês sem rombos no orçamento. Mas tem certeza de que já tentou, por todos os lados, cortar gastos e agora não tem mais onde economizar. Será mesmo?

Muitas vezes, gastos que antigamente não faziam diferença no final do mês, hoje se tornam verdadeiros vilões das suas finanças e você nem percebe que são supérfluos, já que os incorporou às suas despesas.

Que tal rever planilhas antigas e refazer algumas contas? Na hora de economizar, vale abrir mão de determinados hábitos, que hoje nem fazem mais tanta diferença no seu dia-a-dia, mas cujo corte será um grande alívio no final do mês.

@jorgecavalcante

Receita? Despesas? O que são essas coisas?


Primeiro emprego, primeira conta bancária e a necessidade de administrar suas finanças. Parabéns, esses são os primeiros passos da sua independência financeira. Agora, para que a trajetória seja segura, é importante estruturar muito bem seu orçamento.

A tarefa não é tão complicada como muitos imaginam. A dúvida mais comum é por onde começar: pelo que você ganha (receita) ou pelo que gasta (despesas)?

Se, ao responder, você optou pelas despesas, por considerá-las as vilãs de qualquer orçamento, errou! O motivo é simples: sua realidade financeira deve ser guiada pelo valor que você tem disponível: sua renda. Esse é o ponto de partida para adaptar seu padrão de consumo.

Quanto exatamente você ganha?

Primeiro, procure entender exatamente quanto recebe, para tentar determinar quanto pode gastar.

É importante considerar como receita apenas o valor líquido do seu salário, e não o bruto. Você sabe a diferença?

Pois bem: suponha que o seu salário atual bruto seja R$ 2.000,00. Para o seu orçamento você não pode considerar este valor, mas sim o valor líquido que você vê em seu holerite, depois de descontados a contribuição ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o Imposto de Renda e outros (faltas, atrasos, vale-transporte etc.).

Procure ser o mais realista possível na hora de compor o seu orçamento. Todas as informações, relacionadas de forma clara, lhe ajudarão a compor um cenário mais claro para suas finanças!

“Engorde” sua receita!

Isso não significa que você deva aceitar as receitas de hoje como o valor máximo que pode contar mensalmente. Investir em educação e treinamento pode ser uma alternativa interessante para ampliar seus ganhos no futuro. Além disso, nunca se esqueça de que pode ganhar uma “graninha extra” desempenhando outras atividades em paralelo.

Sendo criativo, um hobby pode se tornar fonte de renda! O dom para a culinária, a produção de bijuteria ou mesmo algumas aulas particulares na sua disciplina favorita podem ajudar no seu bolso. Aulas de música, dança ou mesmo cuidar do bebê da vizinha. Vale tudo!

Você sabe controlar sua renda?

Você deve incluir todas as fontes disponíveis aqui: salário, rendimento com aplicações, ajuda dos pais, “bicos” etc.

Lembre-se de selecionar quais são suas fontes de receita fixa (que você recebe todo mês) e quais são variáveis (recebe esporadicamente, sem conseguir prever muito).

Geralmente, quem trabalha com remuneração fixa consegue montar um orçamento com maior facilidade do que o trabalhador com receita variável (quem depende de comissões, bonificações etc.), pois tem condições de relacionar exatamente seus ganhos.

Portanto, se você tem intenção de trabalhar um dia como autônomo, atenção: é bom aprender o quanto antes a lidar com seu dinheiro! Quem vive com remuneração variável sabe como é fundamental para o bolso monitorar de perto as receitas. A falta de controle no orçamento é um dos principais motivos para o planejamento financeiro deficiente. Pense nisso e previna-se!

 

Fique atento, em breve volto com mais dicas úteis para sua finanças.

@jorgecavalcante

FONTE: http://www.financaspraticas.com.br

http://revista.vericia.com/tag/morar-sozinho/

Vamos fazer uma “Vakinha” quem dá o…?


Ainda é nova mais pode se tornar uma febre, ou seja, mais uma febre na Internet, já que muita gente vive de encontrar coisas estranhas na internet.

Agora é hora de pedir dinheiro de uma forma amigável, fazendo uma Vakinha entre amigos, pra isso basta um bom motivo e um bom texto pra que você encha o bolso de dinheiro, e o melhor, é tudo VERDADE eu já fiz o teste e funciona mesmo. Quer me dar uma ajudinah na minha Vakinha? é só clicar aqui.

vakinha 1

O Que é?

É um site destinado a pessoas que tem algum desejo financeiro e não podem realizar sozinhas, neste caso a pessoa cria um perfil no site para pedir dinheiro para os amigos e até para desconhecidos, para isto basta divulgar na rede a sua Vakinha.

Quer motivos para fazer sua vaquinha?

* É aniversário do seu amigo e você quer dar um presente especial para ele?

* É sua formatura e você vai fazer um festão para seus amigos?

* É seu casamento e você quer garantir que todo mundo acerte no presente?

* Precisa arrecadar dinheiro dos amigos para o churrasco do fim de semana?

* Tem que cobrar da moçada o futebol da quinta-feira?

* Aquela amiga vai fazer uma despedida antes da viagem e você quer ajudar?

Basta entrar no site e criar seu perfil e ter um bom motivo pra pedir dinheiro.

O sistema é totalmente seguro e não tem fraude, não é pra arrancar dinheiro de ninguém, só colabora quem quer! A PAGSEGURO empresa do grupo UOL é a operadora que garante o pagamento e recebimento da operação financeira.

vakinha 2A mídia tem noticiado com força total essa ferramenta e o número de usuário cresce a cada dia (veja todas as notícias sobre), incluindo eu que adorei a idéia só falta vocês colaborarem também na minha vakinha. Tem gente pedindo dinheiro pra casar, pra comprar carro, viajar, formatura, pra por silicone nos peitos e até pra sair da dureza mesmo por estar desempregado, uma boa dica pra o Blog QueTrampo.

Essa é uma ótima dica pra quem mora só e quer realizar aquele sonho impossível e agora pode se tornar possível com a ajuda da galerinha ligada na rede.

E ai o que acha de uma vaquinha pra ajudar o Blog? Você colaboraria?

Com a vakinha do Blog Sozinho Comigo, podemos pesquisar novos conteúdos e quem sabe trazer novos produtos e idéias para facilitar a vida dos solitários que moram só!

O Vakinha serve para amigos ajudarem amigos.

Você cria a vaquinha, e seus amigos podem pagar por boleto bancário, cartão de crédito, depósito em conta. Tudo de maneira fácil e segura. Experimente!

Recrutamento para dividir problemas.


O que quero falar hoje é sobre como é difícil morar com pessoas desconhecidas, ou seja, como recrutar estranhos dos quais vocês nunca ouviu falar, para dividir contas, dividas, e o dia a dia com você. Se você divide apê ou republica ai vai um manual de como selecionar candidatos sem trazer pra dentro de casa um sociopata-homicida, uma vagabunda chiliquenta, ou um trambiqueiro de mão cheia.

blog post

Tipos a se evitar:

1 – O Hospedeiro (vulgo Muskito); Sabe aquela pessoa que em um momento de dificuldade, você trouxe para morar TEMPORARIAMENTE na sua casa, até que tudo se resolva? Não se engane. Se você não colocar ela pra correr, ela vai ficar pra sempre. Comendo, bebendo, dormindo… Sem pagar um centavo, tal qual um parasita. Espécie muito comum em casas de família (conhecido como “cunhado”). Sempre quando ela estiver próxima de sair, alguma coisa vai acontecer, para que ela tenha que continuar morando e sugando os seus recursos domésticos. Elemento de alta periculosidade. Mantenha distância.

Continuar lendo