Hora de lazer: e os direitos onde fica?


Faculdade, trabalho e muito jogo de cintura para conciliar tantos compromissos durante a semana. Depois da correria, nada mais justo do que curtir muito os merecidos momentos de lazer.baladinhas

Balada, barzinho, conversa com os amigos. Mesmo na hora da diversão, é importante estar atento a alguns detalhes que podem ter grande efeito no seu bolso. Por isso, é importante saber como funciona a cobrança nesses estabelecimentos e quais direitos estão garantidos pelo Código de Defesa do Consumidor.

Segundo a Fundação Procon de São Paulo, as irregularidades mais comuns encontradas em fiscalizações periódicas nesses locais da cidade são a cobrança de multa por perda da comanda, obrigação de consumação mínima e a não-aceitação de pagamentos por meio de cheques de contas com menos de um ano.

Perda de comanda

De acordo com o Procon(procure o da sua região), a aplicação de multa por perda de comanda (em média, de R$ 300) é abusiva. Mas, como fica a discussão? A pessoa diz que gastou R$ 20, a casa noturna alega que pode ter havido algum ato de má-fé e, por precaução, cobra o valor superior.

Com base nisso, existem possibilidades: a primeira de, por meio de negociação, conseguir esclarecer o caso, recusando-se ao pagamento; a segunda opção é arcar com o custo, mas exigir uma nota fiscal, onde esteja discriminado que aquela cobrança era referente à perda de comanda. Com o documento em mãos, a indicação é procurar um órgão de defesa do consumidor para exigir seus direitos.

Consumação mínima

O cenário não é muito incomum: a entrada custa R$ 30, com direito à consumação. Quem foi curtir a noite acha que conseguiu um ótimo negócio: na prática, a entrada será gratuita. No entanto, essa facilidade também é proibida.

Segundo o Procon, o estabelecimento pode cobrar quanto quiser pelo ingresso, mas não pode considerá-lo consumação mínima, pois os clientes que não utilizam o saldo para comprar bebidas e petiscos no local acabam prejudicados (são obrigados a pagar mesmo sem ter consumido). É preciso atenção, portanto, a esse “benefício”.

Couvert artístico

Bares e restaurantes podem repassar aos clientes os gastos com couvert (entrada das refeições) e com o couvert artístico (apresentações artísticas ao vivo). No entanto, o que a casa noturna deve fazer é informar sobre a cobrança aos clientes, antes que eles tenham entrado e sentado às mesas.

Os preços são livres e variam de acordo com o artista convidado e com o perfil da casa. Não existe uma tabela, segundo o Procon-SP.

Preço e forma de pagamento

dinheiroA palavra de ordem no que diz respeito ao pagamento pelo lazer é informação. Os preços dos produtos devem estar claros no cardápio. Devem ser informados ainda se existe a cobrança de gorjeta – que é opcional ao cliente – e formas de pagamento aceitas no local.

Uma vez que casa noturna ou qualquer outro comércio aceite cheques, não pode haver discriminação por tempo de conta.

Sua segurança

Ninguém imagina que uma noite de diversão pode acabar gerando dor de cabeça. Mas roubos e furtos podem acontecer com qualquer um e, principalmente, em qualquer lugar.

Segundo o Procon, o estabelecimento guarda o dever de vigilância e de segurança dos clientes. No entanto, não são os órgãos de defesa do consumidor que respondem nesses casos.

Se uma dessas situações ocorrer, é necessário primeiro procurar a gerência. Não havendo solução, o cliente deve ir até uma delegacia e fazer um boletim de ocorrência.

Multa

As operações de fiscalização do Procon normalmente ocorrem com outros órgãos de defesa do consumidor. Algumas são pontuais, próximas a datas comemorativas, como dia dos pais, dos namorados etc.

As multas empregadas, no caso de irregularidades, variam de R$ 212 a R$ 3 milhões, funcionando como advertência. No caso de reincidência, o local pode, inclusive, ser temporariamente fechado.

Faça sua parte!

Como consumidor, você precisa estar atento aos seus direitos. No momento em que escolher o local onde vai curtir seus momentos de lazer, informe-se sobre formas de pagamento, preço e outros detalhes.

E um outro detalhe importante, para você que é estudante: casas noturnas e bares estão livres da obrigação de conceder meia-entrada. Informe-se!

Pronto agora sim vamos a Balada!

@jorgecavalcante

Anúncios

A oportunidade de passar a noite em segurança de forma barata


Continuando falando sobre sono…

Então você vai viajar de avião, visitar os parentes no ceará (né Jorge), voltando da balada, durante o horário do almoço…

Quantas e quantas horas, a gente não passou, com sono, por não ter um lugar descente para encostar e dormir. Se ao menos houvesse um cantinho ajeitado pra gente descansar

Pensando nisso, os arquitetos Alexey Goryainov e Mikhail Krymov do grupo Arch criaram a Sleepbox. Com apenas 3,75 m², é um projeto que promete revolucionar as horas de descanso de viajantes, estudantes, trabalhadores.

 

Assim como diz o nome, a invenção trata-se de uma pequena caixa de 2m x 1,40m x 2,30m para dormir com conforto e segurança. Oferece momentos de sono tranqüilo e descanso numa cidade, sem perda de tempo a procura de um hotel. Foi idealizado para estar presente em estações de trem, aeroportos, locais públicos centrais, entre outros locais onde possa haver aglomerações de pessoas exaustas.

Graças à Sleepbox qualquer pessoa tem a oportunidade de passar a noite em segurança e de forma barata, em caso de emergência. O espaço móvel inclui uma cama e está equipado com um sistema de mudança automática de lençóis, sistema de ventilação, alerta sonoro, televisão LCD incorporada, WiFi, plataforma para um computador portátil e fontes recarregáveis. Debaixo do chão há ainda um espaço para as malas. O pagamento poderá ser feito em terminais partilhados, que dariam ao cliente uma chave eletrônica, sendo possível comprar 15 minutos ou várias horas.

Agora é esperar pela comercialização, mas verdade seja dita: quantos de nós já não tínhamos pensado numa caixinha assim para poupar um par de olheiras?

Até

@danielpsv

Já está pensando na baladinha de final de ano?


O fim de ano está próxima, e aonde você vai estar? Seja com a família , seja revendo os amigos da faculdade, seja como o pessoal do trabalho, mas nunca, jamais sozinho!!

Se você acredita na felicidade procure, nem que seja um animal de estimação, como companhia, mas, caso a procura seja complicada acesse um site de entretenimento do OBA OBA e vá em busca de companhia e felicidade. Ainda dá tempo de se programar.

Boas futuras festas, falaremos mais sobre isso. Natal e Ano Novo é algo para se comemorar e comentar.

Vanessa

Descendo a rua Augusta a 120 por hora


A revista Veja São paulo desta semana (13 de Novembro) fez uma materia de capa sobre a “rua das ruas”.

Conhecida no Brasil inteiro, a Rua Augusta sempre foi famosa graças as suas “Casas da luz vermelha”.

No entanto o que poucos sabem é que a prefeitura e os estabelecimentos estão reformulando a cara deste tão conhecido point e o tranformando em um roteiro a mais na noite paulistana.

“Bares, baladas, restaurantes e lojas movimentam o trecho central da rua, que reafirmou sua vocação boêmia, passou a atrair jovens frequentadores e virou ponto de encontro de várias turmas. Em consequência, o trânsito piorou e as calçadas ficaram sujas. Seja bem-vindo ao Baixo Augusta.”

A reportagem mostra ainda que com lojas, bares, restaurantes e casas noturnas bacanas, a rua atrai jovens de todas as tribos e deixa para trás a fama de decadente.

para quem quer morar nesta tão famosa rua, o aluguel nas imediações subiu mais do que a média da cidade. Entre 2005 e 2009, o preço de locação em São Paulo aumentou 35%. Nesse mesmo período, na região do Baixo Augusta, o aluguel de uma quitinete saltou de 330 para 600 reais (alta de 82%) e o de uma unidade de um dormitório variou de 590 reais para 930 reais (alta de 58%).

Para saber mais, leia a materia completa aqui.

 

Um Guia para Solteiros


Olá caros leitores bem vindos ao blog SozinhoComigo e ao meu primeiro Post. Sou Jorge Cavalcante e estárei toda semana com vocês aqui mostrando novas dicas de sobrevivência no mundo dos Solteiros e Sozinhos!

vejasozinho0001

Pra começar vejam que presente a Editora Abril resolveu fazer para nós solteiros que moram sozinho! Um Guia Completo que acompanha a revista Veja edição2132 deste final de semana.

Folheando as páginas deste troféu (que ficará no centro da minhas estante de livros com as páginas abertas) descobri lugares e serviços que jamais imaginei existir como por exemplo Amigo de aluguel, particulamente eu jamais vou contratar esse serviço! – mais fica a dica – Tem ainda muita coisa boa como o Kosushi na Rua Viradouro no Itaim, um restaurante que abriga os avulsos de forma calorosa com mesas epeciais para sozinhos.

Entre muitas outras curiosidades no guia, estão estas, então vale a pena ver! mais se você assim como eu está sem grana pra comprar uma Veja hoje pode ficar acompanhando todo dia aqui no blog que prometemos lhe manter informando sobre o mundo dos solitários de São Paulo.