Uma reforma inacabada! (parte 1)


Olá Caros amigos leitores, solteiros e sozinhos neste mundo de ninguém! cá estou eu de novo Jorge Cavalcante, e hoje vou lhes contar uma aventura real na minha vida de solitário!

Como diria os bons contadores de histórias – Numa Bela Manhã de quinta-feira a  imobiliária que administra o meu aluguel me liga e me faz um comunicado nada agradável para quem mora sozinho. “o aluguel vai subir”, logo sem muito pensar eu respondi “tá bom, desde que reformem a casa”. Jamais imaginei que ele me mandariam o dono da casa pra fazer a reforma, sendo que ele queria economizar por isso não contratou um profissional da área.

reformaAté ai nada de mais, claro se eu não tivesse que ficar dentro da casa com todos meus queridos pertences e dormindo na poeira, o que ate dá pra se adaptar, mais quando ele passa uma semana só num quarto ai a coisa fica feia.

Então é hora de atacar e como todos nós solteiros sozinhos não somos de ninguém, o negocio é encarar um domingo dois ou até mais domingos para adiantar a tal reforma.

O que o tal pedreiro dono da casa fez em uma semana no quarto, fiz em um domingo na sala, arranquei o taco e coloquei o contra piso para a aplicação do piso frio no dia seguinte, e claro imaginei que ele o faria em um dia, mas é ai que a historia é longa.

Nesse post você ficou sabendo o desenrolar dos fatos, no PRÓXIMO post vou dar dicas do que fazer e não fazer durante antes e depois da reforma na casa de um solitário. Fique atento!

@jorgecavalcante

Anúncios

Alta Aventura é viver por sí só!


Até que ponto morar sozinho é uma opção?

Será que existem mesmo pessoas que escolhem para si a vida de solitário?

As pessoas que escolhem viver sozinhas são mais tristes?

A Disney/Pixar não tem essas respostas, mas indicam o caminho. Eles já haviam tocado no assunto “solidão” no tocante filme “Wall-e” de 2008, onde mostra um robô que vive sozinho recolhendo o lixo do que sobrou do planeta terra. Agora volta a tocar no assunto solidão com o magnífico UP – Altas Aventuras.

up_house

UP é a historia do velinho Carl Fredricksen, um vendedor de balões de 78 anos que finalmente realiza o sonho de uma vida inteira partindo em uma grande aventura depois de prender milhares de balões à sua casa e voar para as florestas da América do Sul.

No entanto, no lugar da crianças, surge um idoso como personagem principal, o que já desembaraça totalmente a Auto- identidade do filme com o público mirim. Somando com a melancolia e a depressão que o filme chega a causar nos primeiros 15 minutos, já podemos concluir que os criadores têm em mente um novo publico alvo: O adulto.

O amor de Carl por sua casa, por seus objetos e por tudo que eles representam é tocante. Suas paixões pelas memórias daquele lugar são tão importantes a ponto de ele colocar sua vida em risco para mantê-la intacta.

Aquele foi o seu lar e abrigo, e tudo o que aquele velho senhor rabugento queria, era levá-la consigo para onde quer que fosse.

Quem mora sozinho, com certeza vai se identificar com a aventura e apreciar bem mais seu lar e tudo o que ele representa.

Até!!

@danielpsv

Dicas rápidas de como se virar sozinho.


cokepiquavig

Todos que moram sozinhos ja passaram por isso:

Quando entupir a pia, ou qualquer outro lugar que contenha passagem de água e você estiver sem grana, jogue água quente e depois de 5 minutos use uma boa e velha COCA-COLA quente. Após isso espere mais 5 minutos jogue água quente e tudo voltará ao que era antes.

Se por alguma virtude, acontecer de você colar alguma parte de seu corpo com SUPER-BONDER não entre em pânico, jogando COCA-COLA em cima da cola as parte colada se soltam como mágica. Isso pode parecer medonho, mas a COCA-COLA faz milagres que qualquer um dúvida.

Um Guia para Solteiros


Olá caros leitores bem vindos ao blog SozinhoComigo e ao meu primeiro Post. Sou Jorge Cavalcante e estárei toda semana com vocês aqui mostrando novas dicas de sobrevivência no mundo dos Solteiros e Sozinhos!

vejasozinho0001

Pra começar vejam que presente a Editora Abril resolveu fazer para nós solteiros que moram sozinho! Um Guia Completo que acompanha a revista Veja edição2132 deste final de semana.

Folheando as páginas deste troféu (que ficará no centro da minhas estante de livros com as páginas abertas) descobri lugares e serviços que jamais imaginei existir como por exemplo Amigo de aluguel, particulamente eu jamais vou contratar esse serviço! – mais fica a dica – Tem ainda muita coisa boa como o Kosushi na Rua Viradouro no Itaim, um restaurante que abriga os avulsos de forma calorosa com mesas epeciais para sozinhos.

Entre muitas outras curiosidades no guia, estão estas, então vale a pena ver! mais se você assim como eu está sem grana pra comprar uma Veja hoje pode ficar acompanhando todo dia aqui no blog que prometemos lhe manter informando sobre o mundo dos solitários de São Paulo.

Chaveiro achado é chaveiro perdido!


Chaves

É incrível como perdemos o nosso chaveiro dentro da nossa própria casa como se fosse uma agulha, ou pior, quando o perdemos na rua, no supermercado, na faculdade, no trabalho ou simplesmente quando não sabemos NEM como perdemos (o mais comum dentre os outros casos).

É só você estar atrasado, impaciente,  nervoso e PRONTO! Perdeu as chaves!!

Como sair de casa?

E só você estar com pressa, cansado, sujo e PRONTO!! Perdeu as chaves!!

Como entrar dentro de casa?

Procuramos até em lugares impróprios para um miolo de chave, mas, na hora do desespero abrir a geladeira pra olhar também é uma opção. Afinal, a vida solitária exige de você aquele famoso momento ócio, ao qual o cansaço faz com que seu cérebro pare ao chegar em casa, largando as chaves em qualquer lugar.

Pensando nesse desespero solitário, resolvemos postar algumas dicas para não ficar do lado de fora ou preso dentro da sua própria casa. Como reagir quando seu “Pombo de Ouro” desaparece?

1. Antes de tudo deixe sempre uma chave reserva com um amigo (confiavél), mais próximo da sua casa, afinal, se você perder o chaveiro precisará fazer as cópias. Se você mora em apartamento, o porteiro pode também ser uma boa opção.

2. Esconder a chave em um bom tapete daqueles com borracha na parte inferior (que grudam no chão), são bons porque a chave fica disponível caso você queira receber alguém na sua ausência. Mas, Cuidado!! Com os olhos alheios.

3. A chave estrela (evite perdê-la, pois a cópia é mais cara que a chave comum), são mais complicadas de esconder devido ao seu tamanho (um tapete nesse caso não seria uma boa opção) , mas, os vasos de planta em frente a porta podem ajudar bastante. Não precisa enterrar a chave, há outras formas de esconder como, em baixo do vaso, pendurado em algum galho e se o vaso estiver no canto da parede, atrás dele também seria legal.

Para aqueles com dificuldades em encontrar o chaveiro para sair de casa ae vai também algumas dicas;

1. Procure sempre perto dos movéis próximos a porta de entrada, o cansaço e a pressa nos leva a distração.

2. Procure dentro do sofá, é incrível como tudo entra dentro do sofá, não se assuste com a quantidade de alimentos, aproveite e limpe o sofá.

3. Sempre verifique sua últimas peças de roupa, principalemente blusas e calças com bolsos.

4. Falando em bolsa, para as meninas com o mundo nos braços, as bolsas são uma grande chance de se perder o chaveiro, procure guardar dentro da bolsa sempre no mesmo lugar.

5. Gavetas, qualquer gaveta procure sempre lá. É quase certeza que encontrará, se não for o chaveiro vai ser aquele objeto que você procura a dias.

É isso!! Para ajudar nesses busca. Em casos de maior desespero, vá até uma loja mais próxima e compre;

– Chaveiros luminosos

– Porta chaves de mesa ou parede

– Dispositivos sonoros para achar chaves.

Para os religiosos segue a oração de São Longuinho, o Santo dos achados e perdidos.

São Longuinho! São Longuinho!
Se eu achar dou três pulinhos.

Não esqueça de pagar a promessa!

Vale TUDO!!  Até Nossa Senhora das chaves perdidas!

Um banho de problemas, num mundo de água gelada


Tomar um banho quentinho é um dos poucos prazeres que (ainda) podemos ter na vida. Você esta naquele momento glorioso do banho, quando a água quente ta caindo, você pensando na vida, relaxando… e de repente ouve-se um barulho de algo explodindo, a água fica gelada, sua cabeça ta cheia de xampu e você tem um problema…

A resistência do chuveiro explodiu.

banho gelado

Isso era muito simples quando eu era criança, eu desligava a água e chamava meu pai. Acontece que agora você mora sozinho, não tem mais o papai pra dar aquela força. Primeiro bate o desespero, depois a preguiça, depois o desespero de novo… E ai, só então, você decide que chegou a hora de fazer alguma coisa a respeito. Tomar banho de canequinha o resto da vida, já não é uma opção (eu espero)

Então a brincadeira começa:

  • Vá ao mercado e compre uma resistência nova, do mesmo modelo que a “finada” que queimou no seu chuveiro.
  • Lembre-se primeiro de desligar a chave geral para não ser fritado. (Se você não fizer isso, tudo que os bombeiros vão encontrar são um bocado de cinza, do que antes era um ser humano).
  • Retire o bocal do chuveiro (e tome um banho com a água que ficou retida lá e agora encharcou sua roupa)
  • Use uma faca de pão para retirar os fios chamuscados
  • Troque a resistência antiga pela nova, observando a polaridade.
  • Ligue o fio ANTES de ligar a luz geral.
  • Abra a torneira, apenas para descobrir que você QUEIMOU o bicho novamente porque a resistência estava seca.

Se essas dicas não foram úteis, nada de pânico. Quando você comprar a resistência nova, as instruções da embalagem serão bem mais claras e seguras.

Andei pensando e acho que existe algum hormônio que meu corpo exala e sempre queima a resistência do meu chuveiro (sério, isso já aconteceu durante o MEU banho umas 8 vezes no ultimo SEMESTRE).

Se você mora sozinho e isso nunca aconteceu…

Relaxa, curta seu banho quentinho, uma hora acontece e pelo menos você já está preparado para o que vier.

E se eu fosse morar sozinho?


Essa pergunta já deve ter passado pela cabeça de muita gente. Em vários momentos da vida surge essa dúvida.

Onde eu vou morar? do que eu vou viver? como vou me virar? são perguntas típicas e sem respostas concretas, pois, cada caso é um caso.

A ideia deste blog surgiu da experiência de seus autores, para servir como um guia às pessoas que moram sozinha, virão a morar ou já moraram.

Antes de tudo é baseado em experiências de vida, em fatos, em ideias, em momentos.

sozinho01

Entre.

Fique a vontade.

A casa é sua.